0
Seu carrinho está vazio

Dicas

Passagem por barrica. Conheça suas características!

Publicado em 15.01.2024 |
Visualizações
128 visualizações

Se há algo que eleva a experiência de saborear um bom vinho a outro patamar, é a arte da vinificação, especialmente quando os vinhos são envelhecidos em barricas de carvalho. Essa prática milenar confere aos vinhos nuances e complexidades que capturam não apenas o paladar, mas também a imaginação dos apreciadores. 

Aqui, embarcamos em uma fascinante jornada pelos vinhos com passagem por barrica, explorando os processos, as influências e os prazeres sensoriais que eles proporcionam.

O Casamento entre Uvas e Barricas: O Processo de Vinificação

A magia começa nos vinhedos, onde as uvas são cuidadosamente selecionadas para garantir a qualidade e o equilíbrio. Entretanto, é durante a vinificação que o casamento perfeito entre uvas e barricas acontece. 

A passagem por barrica envolve o envelhecimento do vinho em barris de carvalho, um processo que pode variar em tempo e técnica.

14

Seleção do Carvalho: O Toque Especial

A escolha do tipo de carvalho desempenha um papel crucial no resultado final. Barricas de carvalho francês ou americano são algumas das opções, cada uma conferindo características específicas ao vinho. O carvalho francês, por exemplo, tende a adicionar notas mais sutis e elegantes, enquanto o americano pode fornecer sabores mais intensos e tostados.

Tempo de Envelhecimento: A Paciência como Virtude

O tempo de envelhecimento varia, e é durante esse período que a mágica realmente acontece. Os taninos da madeira interagem com o vinho, conferindo-lhe novas dimensões de sabor, aroma e textura. Vinhos tintos, em particular, costumam se beneficiar desse processo, amadurecendo de maneira notável.


Os Aromas e Sabores que Encantam

A influência das barricas de carvalho transcende a mera estética, penetrando profundamente nas características sensoriais do vinho. Aqui estão alguns dos encantadores aromas e sabores associados aos vinhos com passagem por barrica:

1. Notas de Baunilha e Coco: A Doçura da Madeira

A presença de baunilha, proveniente do carvalho, adiciona uma doçura sutil ao vinho. Essa nota muitas vezes se mistura harmoniosamente com toques de coco, criando uma experiência sensorial única.

2. Taninos Sedosos: O Toque Suave da Madeira

Os taninos da madeira têm o poder de suavizar os taninos naturais do vinho, conferindo-lhe uma textura mais sedosa. Isso resulta em uma bebida que desliza suavemente pelo paladar, deixando uma impressão marcante.

3. Complexidade Aromática: Uma Viagem de Aromas

A passagem por barrica amplifica a complexidade aromática do vinho. Notas de especiarias, tabaco e até mesmo nuances de chocolate podem se manifestar, criando uma sinfonia olfativa que enriquece a experiência de degustação. 

15

Ao explorar vinhos com passagem por barrica, a escolha é parte integrante da jornada. Aqui estão algumas recomendações disponíveis em nosso site que podem cativar tanto os novatos quanto os conhecedores:

1. Vinho Tinto Luigi Bosca Malbec (Mendoza, Argentina): Um elegante e excelente vinho. Possui 12 meses de envelhecimento em barricas de carvalho, na boca é amplo, fluído e muito bem expresso, com taninos doces e um bom caráter frutado. Os aromas são intensos e amigáveis, de grande tipicidade varietal, com notas que lembram frutas vermelhas, e tons florais e especiados muito equilibrados.

16

(imagem reprodução instagram @bodegaluigibosca)

2. Vinho Tinto Garzón Reserva Tannat (Garzón, Uruguai): Marcante personalidade, envelhecimento de 6 a 12 meses em barricas de carvalho. Seus taninos maduros e sua mineralidade tornam um vinho com grande identidade de terroir. Aromas muito frescos que lembram a frutos vermelhos e pretos como ameixas e framboesas junto com um delicado aroma de especiarias. 

17

(imagem reprodução instagram @bodegagarzon)

3. Vinho Tinto VIK Milla Cala (Vale de Cachapoal, Chile): Uma verdadeira obra-prima, possui 20 meses em barricas de carvalho francês. No paladar preenche a boca com elegância e vivacidade, com taninos aveludados e uma deliciosa acidez mineral, herança da Cabernet Franc. Em meio a frutas negras, chocolate e mocha, entrega um final de boca longo e persistente. Os aromas são de frutas vermelhas e negras, como amoras e mirtilos, especiarias e elegantes notas herbáceas e florais, além de um toque de capuccino, proveniente do estágio em barricas.

18

(imagem reprodução instagram @vik_wine)

Conheça e se encante com essas maravilhosas indicações além de muitas outras opções de vinhos com passagem por barrica no nosso site, aproveite! 


Que cada gole seja uma celebração da harmonia entre a natureza, o tempo e o toque habilidoso do enólogo. Saúde!

Aceite os cookies e tenha uma melhor experiência em nosso site, consulte nossa Política de Privacidade.